quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

AUDIÊNCIA DO DIA 8 DE FEVEREIRO - UNIVER CIDADE - GAMA FILHO E UNIVERCIDADE. JUNTAS NO MESMO BARCO.

Justiça proíbe Gama Filho de fazer reajuste abusivo nas mensalidades

Segundo a sentença, data de vencimento e descontos por pagamento antecipado devem ser mantidos

14/02/2012 - 21h00
O Globo


RIO - Duas liminares da Justiça estão colocando em cheque o polêmico plano de reestruturação da Universidade Gama Filho recém adquirida pelo grupo educacional Galileo. A primeira foi uma decisão liminar da 5ª Vara Empresarial da Capital que obrigou a universidade a não reajustar o valor das mensalidades de 2012 em índices superiores ao IGPM acumulado em 2011 (5,0977%). A instituição também não poderão mais mudar a data de vencimento e deverão manter os descontos por pagamento antecipado, sob pena de multa de R$ 100 mil, em caso de descumprimento. A segunda sentença suspende a demissão em massa de mais de 450 professores. Além disso, a juiza titular da 22ª Vara do Trabalho, Claúdia Reina determinou ainda o cumprimento dos contratos trabalhistas e pagamento dos salários de novembro, dezembro e do décimo terceiro.

Segundo a advogada do sindicato Rita Cortez, que representa o Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro (SINPRO), a falta de informações sobre os motivos das dispensas em massa e dos critérios eleitos pelas universidades também pode esconder atitudes discriminatórias, tais como dispensa em razão da idade e sexo, que são proibidas por lei.

- Também apresentamos uma denúncia ao Ministério Público do Trabalho que já agendou uma audiência para o dia 17 de janeiro. Nesta denúncia o Sindicato está questionando a validade das demissões processadas por orientação da nova mantenedora da Gama Filho e da Universidade - diz.

Em 2011, a família que comandava a Gama Filho desde a sua fundação vendeu a universidade para a Galileo Educacional, uma gestora criada especialmente para atuar no mercado da educação superior. Depois da Gama Filho, o grupo adquiriu o Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), que vivia em dificuldades financeiras, e pretende promover uma sinergia das operações. Para viabilizar essas as aquisições a Galileo realizou uma emissão de debêntures no valor de R$ 300 milhões de reais. Curiosamente, foi dado como garantia desses títulos as mensalidades dos alunos de Medicina da UGF. Segundo informações do próprio grupo, em dezembro de 2010, o dinheiro a receber estimado com base nas matrículas já feitas chegaria a R$ 296 milhões.

Em outra nota, a Galileo Educacional justificou os aumentos pela mudança de entidade filantrópica para entidade com fins lucrativos, que gerou um crescimento dos custos de R$ 25,48%. A gestora aponta também diversos investimentos que estão em andamento na universidade para justificar o reajuste como aumento do acervo bibliográfico, obras em diversos prédios e inauguração do único hospital universitário privado do Rio de Janeiro, na Barra. Já a ouvidora da UGF, Verônica Campos, disse em mensagem postada no site Reclame aqui, que seriam dados descontos para facilitar a permanência dos veteranos. O valor na mensalidade para os futuros estudantes giraria em torno de R$ 3.700 no caso do curso de Medicina, abaixo dos R$ 3.450 cobrados dos atuais alunos após o reajuste.







Atenção professores(as) UniverCidade e Gama Filho - AÇÕES INDIVIDUAIS   10/02/2012


Nas reuniões realizadas no Sinpro-Rio com os professores da Gama Filho e Univercidade, nos dias 7 e 8 de fevereiro, respectivamente, a advogada Rita Cortez orientou os presentes a aguardar o desfecho das ações coletivas movidas pelo Sindicato, até porque este caminho, hoje, se apresenta como sendo mais correto e favorável aos professores.
Entendendo, por outro lado, a situação individual de alguns docentes que não querem, em hipótese alguma, aguardar o andamento das Ações Civis Públicas - ACPUs, optando por rescindir o contrato de emprego de forma imediata, a advogada da Cortez e Xavier - AJS, escritório que patrocina as ações e assessora o Sindicato no atendimento aos professores universitários, apresentou uma proposta de solução judicial individual que não entra em conflito com o que está sendo debatido nas ações coletivas.
Os professores que estiverem interessados em conhecer a via judicial que está sendo orientada pela AJS deverão procurar o Sindicato para agendar consulta com os advogados do escritório, através do estagiário da AJS, Marcelo Luis Pacheco, no telefone 3262-3430, no horário das 15 às 17h30. Informamos que os casos individuais ligados à situação da Gama Filho e UniverCidade estão sendo agendados com prioridade de atendimento pelos advogados.
O Sinpro-Rio também disponibilizou um email exclusivo aos professores da UniverCidade e da Gama Filho, como mais um canal de comunicação, dúvidas e denúncias * CLIQUEM AQUI: profgamacidade@sinpro-rio.org.br 

PROCESSO DA "UNIVER CIDADE"

AUDIÊNCIA DO DIA 08 DE FEVEREIRO NA 68ª VARA DO TRABALHO.
O PROCESSO FOI REMETIDO PARA A 22ª VARA, POIS JÁ TINHA UM OUTRO AJUIZADO NESTA VARA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO.  QUANDO HÁ CONEXÃO  ENTRE PROCESSOS, O "JUÍZO PREVENTO" É DE QUEM AJUIZOU PRIMEIRO. POR ISSO IRÁ PARA A 22ª VARA.

É ASSIM O PROCEDIMENTO. AGORA, INDO PARA A 22ª VARA, SERÁ MARCADA OUTRA AUDIÊNCIA.

"Sine die" ... Quando?



ATA DA AUDIÊNCIA ABAIXO
Cliquem em cima da imagem para ampliar





MENSAGEM ANTERIOR - CLIQUEM AQUI




Saudações

21 comentários:

  1. HaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHa HaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHa HaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHa HaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHa
    Estou rindo, para não chorar...HaHaHaHaHaHa
    E viva a justiça brasileira!

    ResponderExcluir
  2. e nada de re-admissão dos professores da UniverCidade.... falando nisso cade o salário de janeiro? já esta no setimo dia útil....hahaha

    ResponderExcluir
  3. Quando aparece um indivíduo, em um canto qualquer deste planeta, e descarrega um fuzil em todas as direções matando muitos inocentes é chamado de louco, homicida etc. Quando assistimos a esta covardia, que no momento se desenrola na cidade do Rio de Janeiro, sou levado a me perguntar. Quem de fato é o louco, o homicida, o criminoso? Espero que no meio desta confusão se aparecer algum "louco", "homicida"... que ele atire apenas na direção de quem merece, pois assim talvez não seja chamado de "louco". Talvez digam: coitado se desesperou, perdeu a esperança de ver a justiça ser feita através do sitema legal. Ou quem sabe o que poderá dizer esta sociedade insana? Direito tem que ser respeitado! Ou então é melhor acabar de vez com esta estória de democracia, cidadania e estado democrático de direito, e passar a chama-las de hipocrisia, estado dos criminosos ditadores e do poder econômico do direito.

    ResponderExcluir
  4. Estive na reunião, será anterior a março, pois a juiza titular está de férias, entretanto a substituta deverá seguir o fluxo e dar a cautelar para a anulação das demissões, pois não fomos demitidos para sermos readmitidos, a medida cautelar é para a suspenção das demissões e permanência dos contratos. Seria bom, professor brasileiro, colocar este email: profgamacidade@sinpro-rio.org.br pois o Sinpro está precisando de informações, tal como, que cargo os professores tinham, que regime de horas,qual unidade, curso e qts anos trabalhava lá, pois a Galileo não deu essas informações. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OK.

      Esse e-mail é para que os professores enviem seus dados?

      Excluir
    2. É esse mesmo, é importante que os professores enviem o quanto mais rápido.

      Excluir
  5. Mais uma semana e nada de salários? só porque pagou o 13° já bem atrasado, não significa que não deva pagar janeiro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demitiram a metade dos professores e funcionárias com o seguinte objetivo: reduzir a folha de dezembro, mês de poucas receitas, a fim de garantir o pagamento dos que ficaram, integralmente. Para os que se foram, espécimes de professores inferiores, "sem peso", no entender do Doutorrrr Márcio, o calote. Mas o tiro saiu pela culatra, ou melhor, pelo "culote". O dinheiro poupado, ou caloteado, não foi suficiente. Sabem porque? Tomei conhecimento esta semana, de fontes fidedignas, de que receberam o soldo integralmente, apenas os generais e demais oficiais da Galiléia, alguns Sargentos, cabos e alguns puxa-sacos "de peso".

      Excluir
    2. E o restante foi para o mercado financeiro e etc. Bando de Frouxos!!... Não falta dinheiro o que falta é respeito pelos professores e alunos. Eles tem que esclarecer o inteiro teor destas operações. Os recursos captados,por exemplo, não podem ser usados para pagar salários e encargos. Apenas para os planos de expanção dos negócios do grupo. Háhahaha... Se não reagires agora..., "bau bau" dinheirinho suado. Todos vcs são para eles espécimes inferiores ao capital que eles tanto amam.

      Excluir
  6. Até o site da Gama Filho está fora do ar...Será que a Galileo demitiu também os computadores da UGF???HaHaHaHaHa... É, Doutor Márcio, brincar de ser dono de uma instituição de ensino não é tão simples assim...

    ResponderExcluir
  7. nada de salários de janeiro.... E aí Márcio André Mendes da Costa nono dia útil e nada de salários de janeiro da UniverCidade.... já começamos o ano bem.... bem irritados com a continua falta de respeito dos gestores com os funcionários...

    ResponderExcluir
  8. nada de salários de janeiro.... E aí Márcio André Mendes da Costa décimo dia útil e nada de salários de janeiro da UniverCidade.... que animo vamos começar o período letivo se nada muda...

    ResponderExcluir
  9. entre neste site:

    http://s1.alvarowap.com/noticias/educacao/justica-proibe-gama-filho-de-fazer-reajuste-abusivo-nas-mensalidades-3664060

    foi emitido 100 milhões ou 300 milhões em debentures???? E aí MArcião da Costa quente... libera o salário de janeiro que ainda não saiu...

    Vamos passar o carnaval duros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o O Globo disse que são 300 milhões, pode até ser. São todas operações "intransparentes" mesmo. As demissões também. O Simpro acredita que os motivos das demissões podem conter natureza discriminatória ( ver notícia acima). Bem de idade tenho certeza e de natureza política também. Eles não sabem que não existe penalidade por crime político ou de opinião e que discriminação por idade, entres outras, é crime. Nem preciso ser "adevogado" para saber disso. Eles estão cheios de "adevogados" mas parece que não sabem. Estas instituições estão cheias de feudos e clãs. Aliás como sempre tivemos na sociedade brasileira. Muitos estão perdendo espaço com o avanço da democracia é preciso que isto aconteça também nas universidades, pois apenas assim teremos educação de verdade. Um grande colega nosso, Professor, Doutor, certa vez me disse que o ambiente universitário é aberto pois acolho todas culturas, todos os posicionamentos políticos e etc. Bem eu lhe, disse que isto era verdade apenas no plano das idéias. Na prática a teoria é bem outra,infelizmente. Espero que a justiça não perca a oportunidade de dar uma mensagem definitiva e inequívoca a aqueles que fomentam esta postura nos ambientes universitários.

      Excluir
  10. Professores dispensados da UC, pelo acordo hoje haveria depós ito de 40% do salário. de dezembro. Até.agora. nada.

    ResponderExcluir
  11. Este ultimo valor que entrou e o salário de janeiro ou 13° do ano passado? alguém saberia me dizer?

    a gente recebe qualquer coisa, nem sabe o que estar recebendo... mas sempre atrasado também...não importa o que seja...

    cade o FGTS desde 2003? e aí Marcio André Mendes da Costa? e responsabilidade do antigo dono? e depois a super Galilei assumiu também não entrou nada no FGTS? e responsabildiade do antigo dono seu pilantra....

    ResponderExcluir
  12. Quanto a Unig, ela foi adquirida pela Galileu? Alguém poderia me dizer algo nesse sentdo.

    ResponderExcluir
  13. Prezados Professores,

    A pedido da Reitoria, ficam os Senhores Docentes convocados a participar do I Fórum de Professores a realizar-se no dia 16/02/2012, próxima quinta-feira, de 09 às 14 horas, no Campus Piedade, Prédio MR, 8º andar, situado na Rua Manuel Vitorino, nº 553.

    Outrossim, informamos que a sua participação é fundamental para a realização do Fórum.

    Por gentileza, solicito confirmar o recebimento deste e-mail, assim como sua presença.

    Atenciosamente,


    Maria Lucia de Andrade
    Reitoria
    Universidade Gama Filho
    tel.: 55 (21) 2599-7265/ 2599-7102
    www.ugf.br



    convocados? não seria convidados???? hahaha

    ninguém recebe salário em dia, FGTS, 13°.... estamos revoltados com os amigos que foram demitidos... ainda em horário que trabalho em outro lugar que recebo direito e tenho respeito....Não vou naquele fim de mundo não amiga Reitora

    convoca a UniverCidade e Gama Filho a pagar nossos salários primeiro....

    ResponderExcluir
  14. Prezados, mais um acordo descumprido pelo Galileo/UC. O salário de dezembro (40%) não foi
    depositado em 14/02/2012. É importante informar o ocorrido ao Sinpro para as providências.

    http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-fev-15-adgf.php

    Quero mais é que quebrem todos os acordos. É munição para as ações individuais. ser reintegrado? Jamais. Não sejam mendigos da profissão.
    Esse pessoal da Galieleo é medíocre. São fanfarrões. Vão quebrar as duas instituições e as que forem incorporadas. Vou pra ação individual e só vou ficar satisfeito quando a grana sair direto da conta de um deles. É o BACENJUD.

    ResponderExcluir

O BLOG É MODERADO.

TODOS SÃO BEM-VINDOS !

Professor Brasileiro