quarta-feira, 28 de julho de 2010

*CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE* - UniverCidade e *COLÉGIO DA CIDADE* - UM NOVO SEMESTRE ESTÁ COMEÇANDO * 2010.2 *VOCÊ VAI A ASSEMBLÉIA DO DIA 21 DE AGOSTO?VOCÊ VAI ADERIR A PARALISAÇÃO? * RESPONDA A "ENQUETE" AO LADO.

Prezados colegas,

Continuam as ilegalidades, os salários não são pagos em dia, existe uma descrença na justiça, e os adminsistradores da Instituição permanecem em silêncio.
A Instituição continua sem crédito na praça e nem empréstimos conseguem mais. O problema financeiro da ASSESPA se agrava, contudo sem nenhum planejamento de recuperação.  Sendo uma Entidade Filantrópica a única fase de recuperação que se vislumbra é a INTERVENÇÃO JUDICIAL, pois "recuperação judicial" somente se aplica para "empresas".  Na INTERVENÇÃO seria nomeado um Interventor,retirando a administração das mãos daqueles que deitam e rolam em festas.Mas, tudo isso está no papel e precisa ser concretizado.

Porém, somente com uma "pressão" muito forte dos PROFESSORES por intermédio do Sindicato é que será possível. Havendo um siginificativo quorum  na ASSEMBLÉIA do dia 21 de agosto as 10 horas, os PROFESSORES poderão pleitear e exigir.Primeiro PARALISAR e depois agilizar a Ação Civil Pública que o MP está providenciando.

Da forma com que  alguns estão votando na Enquete no lado direito do BLOG, vê-se claramente que a maioria está "COM RECEIO" de comparecer na ASSEMBLÉIA ou "NÃO VAI",o que é compreensível,  porém não eficaz. Psicologicamente os PROFESSORES estão acuados. Muitos colegas foram "DEMITIDOS" agora em julho por fazer parte da "luta" travada contra as ilegalidades dos gestores e, mais uma vez, verifica-se que houve retaliação. Aqueles que eu conversei se sentiram aliviados apesar de estar precisando do dinheiro.

O BLOG "Professor Brasileiro"  foi criado para unir os professores, cientificá-los e alertá-los do que poderá acontecer e dos meios que podemos usar para resolver; dar oportunidade de todos apresentarem sugestões e comentários como anônimos, sem moderador, enfim,  falar... Mas ,só isso não adianta.  A "UNIÃO" que deveria ter acontecido se dissipou e os PROFESSORES estão vivendo apenas um dia atrás do outro, solitários e temerosos do que pode vir a acontecer.

Os gestores, e inclusive o Sr. Ronald Levinshon nem ao menos oferecem um "acordo.
Esse fato abaixo ...





... é pessoal, apesar de para nós, PROFESSORES, parecer um  ato aviltante. AFETA-NOS , MAS CERTAMENTE É RETIRADO DOS BENS PESSOAIS DA FAMÍLIA,POIS ELES TÊM UM EXCELENTE PODER AQUISITIVO. Se houve desvio, somente a justiça poderá confirmar.

 A família Levinshon possui seus BENS PESSOAIS e a Instituição possui os seus próprios.

Acontece que,  se  forem  PENHORADOS em processo na justiça Bens da Instituição que não forem suficientes para cobrir o débito para com seus funcionários, aí sim  a justiça trabalhista concederá o Instituto da "Desconsideração da personalidade jurídica", isto é, os BENS PESSOAIS DOS ADMINISTRADORES SERÃO ATINGIDOS. AÍ DEVERÁ TER UMA INSTRUÇÃO NO PROCESSO PARA AVERIGUAR, QUEM DEVE, O QUE, A QUEM!!!

A justiça é morosa pela falibilidade humana, pois tem que haver Instruções probatórias suficientes para condenar ou absolver alguém, e sempre confirmada por várias Instâncias.  Não é tão fácil assim, por que o juiz só dá uma ordem quando ele tem tudo muito bem provado. Essa é a regra.

 O INCAUTO ESTÁ PROTEGIDO PELO "TEMPO", POR QUE É ISSO QUE ELE FAZ. GANHAR TEMPO.É ISSO QUE TEMOS QUE LUTAR. CONTRA O TEMPO!!! HAVENDO UNIÃO, PERSEVERANÇA, CONSEGUIREMOS.

 A realidade é a seguinte: Quem está acostumado a agir ilegalmente  com a aparente "impunidade" , nada acontecerá que com estas pessoas,por que ninguém luta contra isso!!! Todos se acomodam.A impunidade só existirá se você "deixar rolar"...

 Lembrem-se:


Ronald Levinsohn depois do Escândalo da Delfin



Em 1991, o empresário fechou um acordo com o Banco Central que o permitia levar o que havia sobrado da Delfin, aproximadamente 300 milhões, e pagar a dívida em 13 anos com dois anos de carência. O empresário não pagou nenhuma parte do previsto. O valor da dívida já é maior que um 1 bilhão, embora o empresário só admita 180 milhões desse montante.
A quebra da Delfin pode ter deixado a imagem do empresário marcada, mas não abalou seu potencial financeiro. Atualmente ele possui a um das maiores empresas de ensino superior particular do país, a UniverCidade e continua com grande influência no meio empresarial. Tal mancha na imagem pode ter aumentado a reclusão de Lehvinsohn que mora em uma mansão no bairro Gávea, Rio de Janeiro.
Em 16 de março de 2006 o Supremo Tribunal de Justiça reconheceu como justo e apropriado o pagamento com os dois imóveis em questão da dívida da Delfin com o BNH, fechando assim, perante os olhos da justiça, o caso Delfin.
Ronald Levinsohn era dono da Delfin crédito imobiliário quando o escândalo veio à tona, em 1982. Antes da quebra a empresa tinha cerca de 4 milhões de correntistas e estava entre as grandes potências do país.

Não adianta medir forças com o inimigo,dizer que vai fazer e acontecer, que está com raiva, que vai botar fogo na mansão, por que assim quem perderá somos nós. Temos que planejar em conjunto.


O princípio geral da guerra é : "manter o estado do inimigo intacto, dominar seu o exército e forçá-lo à   rendição é melhor do que esmagá-lo". SUN TZU.

Saudações,

Professor  Brasileiro

39 comentários:

  1. Vamos começar o semestre e o horário e o pagamento não aparecem

    ResponderExcluir
  2. O início das aulas do 2ºsemestre foi adiado. Devem estar com problemas de captação, diante das notícias constrangedoras sobre a instituição. Muitos alunos não devem renovar matrícula, apreensivos com a situação. Qual será o futuro de nossos empregos?

    ResponderExcluir
  3. Quando vão nos pagar?Sinceramente não é com paralisação ou greve que o assunto vai ser resolvido.Onde está o sindicato?Onde estão as açoes?Em que pé estão?Porque não foi requerida a penhora dos bens da ASSESPA para nos pagar?Onde estão os Levinsohn?Doentes,sabemos de tanta maldade que fazem aos outros.Queremos,exigimos nossos salários.Hoje dia 29 recebemos 25./..Não é possível que o Sindicato fique parado,o MP parado,O TT paraDO?vAMOS BUSCAR UMA SOLUÇÃO DEFINITIVA SEM GREVE OU PARALISAÇÃO POIS JÁ VIMOS QUE O CAMINHO NÃO PASSA POR ESSE INSTRUMENTO LEGAL.
    VAMOS PROCESSAR OS LEVINSOHN .É O sR lEVINSOH E O sR cANTIERI OS CULPADOS DA ATUAL SITUAÇÃO PELO CRESCIMENTO DESORDENADO DA UNIVERCIDADE.O ALONSO,COITADO,AQUELE PEDERASTA SAFADO-É UM TESTA DE FERRO DE TUDO QUE HÁ DE MAL NO ENSINO SUPERIOR.
    VAMOS PARTIR PARA UMA LUTA NA JUSTIÇA.SÓ PRECISAMOS DE ASSESSORIA.qUEM VAI NOS AJUDAR?

    ResponderExcluir
  4. Como podem ser reivindicadas cobranças justas, com tantos insultos, com tantas agressões, com tantas frases tresloucadas? Esse blog perde sua força, quando pessoas desqualificadas, utilizando-se do anonimato, ofendem pessoas e criam situações sórdidas, descabidas e terrivelmente mentirosas, culpando pessoas que não são responsáveis pelos desmandos e pela aberração em que vivemos. Um mínimo de cautela seria bom e recomendável. As ofensas são repudiadas, por boa parte das pessoas de bem e que conhecem e com profundidade o caráter de vários e a sensibilidade de muitos. Não podemos mais continuar a escrever barbaridades nesse blog, que é um instrumento de vital importância para a nossa luta. Eu, sinceramente, não sei como o professor Brasileiro, que me parece ter excelentes intenções, permite que tais coisas aconteçam e não lidere o instrumento que ele próprio, e com muita sabedoria, criou. Continuo a dizer que precisamos continuar lutando, mas com responsabilidade, ética e, sobretudo, racionalidade. Estou com todos vocês e nem poderia ser diferente, mas, por favor, gente, sejamos mais cautelosos com o que escrevemos.

    ResponderExcluir
  5. Penso que devemos, como escreveram acima, agir com responsabilidade, com eficácia, com agressividade para conseguirmos o que desejamos, mas jamais agredir, sobretudo, quando tais agressões são mantidas em segredo, pois os agressores, covardes certamente, não teriam condições de falarem pessoalmente o que escrevem a tantos os ofendidos neste blog.
    Caráter é caráter. Poucos apresentam essa virtude. Quero que a paralisaçao aconteça em agosto, no dia em que as aulas começarem. E é nessa direção que precisamos rumar. Apenas nessa. Quem sabe, assim, o Levinson e os seus gestores não se conscientizam de vez e tentam fazer acordos, falem conosco? Se esse é o nosso objetivo, sigamos em frente, com determinação e garra.

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente com o colega. Nosso lema, nossa luta é a reivindicação de salários em dia e ainda os depositos do FGTS e o 13 ° salário de 2007. Fiquemos unidos, atentos e deixemos as fofoquinhas de lado. Essas não agregam nada à nossa causa. Pelo contrário, fazem com que percamos legitimidade nas nossas ações. Paralisação. Greve. Esses são os temos com os quais devemos nos debruçar.

    ResponderExcluir
  7. Olá. Parabéns ao amigo blogueiro por ser um dos adeptos da mídia alternativa.

    Leia matéria em meu blog sobre o mito da caverna de Platão e a educação no BRasil:

    www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Amigos,

    As postagens são realizadas sem moderador.Porém, todos os dias a noite estou diligenciando. Só que por vezes, acontece de serem postadas num intervalo e para diligenciar este BLOG e outros que tenho, mais o magistério e advocacia, não é fácil.Gosto do que faço e que isso seja útil a TODOS.

    Digo e repito.

    Tudo aquilo que é contra a moral, os bons costumes e a sensatez será retirado. É isso que faço sempre.RETIRAREI.

    Mas, entendo que deveríamos , TODOS, nos reunir.

    UNS ACHAM UMA COISA, OUTROS ACHAM OUTRA, E ASSIM NUNCA CHEGAREMOS A UM DENOMINADOR.

    EU FALO SEMPRE PARA IR NA "ASSEMBLÉIA", POR QUE É O ÚNICO LUGAR QUE TEM OS CONDIÇÕES DE ESTARMOS JUNTOS E DISCUTIR.

    MAS ... NINGUÉM QUER IR!!!

    O QUE VOCÊS ACHAM? EU PRECISAVA CONVERSAR COM TODOS E EXPLICAR PESSOALMENTE OS PRÓS E CONTRA.

    GENTE. POR QUE NÃO COMPARECEM NO DIA 21 DE AGOSTO!!!

    Grande abraço,

    Professor Brasileiro

    ResponderExcluir
  9. Ao contrário do que disse o colega, a captação de alunos foi um sucesso. Não somos pagos por falta de dinheiro, mas por falta de vergonha. Aliás, dos dois lados, sendo que entre os professores a falta de vergonha é maior.

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de saber como anda o nosso emprego neste semestre. Uns dizem que os alunos debandaram, outros dizem que muitos alunos chegaram. Uns já tem o seu horário, outros nem a disponibilidade receberam. Alguém pode me colocar ao par da verdade?

    ResponderExcluir
  11. Sabiam que extinguiram as coordenações acadêmicas?

    ResponderExcluir
  12. A coordenação acadêmica é a da unidade, a dos cursos ou ambas?

    ResponderExcluir
  13. SE NÃO FIZER GREVE VAI FAZER O QUE?

    TEVE COLEGUINHA PSEUDO-PROFESSOR NA FESTINA DA FILHINHA DO CARA LÁ...

    KD A VERGONHA NA CARA?
    EU PRECISO DO MEU DINHEIRO MAS VOU SAIR. PREFIRO GANHAR MENOS MAS EM DIA.

    ResponderExcluir
  14. e não sobrou um cajuzinho dessa festa para os pobres professores pobres...

    ResponderExcluir
  15. Amigos,

    Os gestores estão totalmente confusos.

    A repercussão foi demais para eles e estão sujos na praça.

    O movimento valeu sim...Recebo muitos emails e eles estão preocupados. Pensam que estão tranquilos? NADA...Querem ficar livres das pessoas que lutam contra eles, mas eu não os deixarei em paz.

    O NEGÓCIO É NÃO DEIXÁ-LOS SOSSEGADOS.

    Por isso eu digo.

    Vejam a enquete. A maioria não quer ir a ASSEMBLÉIA ,mas a pressão contra a administração está continuando e da minha parte eu farei tudo o que puder. Está no twitter, orkut, google, diversos BLOGS e sites que falam sobre o assunto, jornalistas, e vocês nem imaginam que repercussão.

    TEMOS QUE LUTAR NA PRESSÃO E VAMOS NOS REUNIR NO DIA 21 DE AGOSTO. PRONTO! É ISSO!

    Agora... precisamos nos unir!

    Grande abraço,

    Professor Brasileiro

    ResponderExcluir
  16. Como vamos a reunião de 21 de agosto se não sabemos se teremos caraga horária ou se a mesma estará zerada?

    ResponderExcluir
  17. Acho qeu devemos ir de qualqeur maneira,pois teremos muitos assuntos para tratar,inclusive sobre a agilização do SINPRO contra os gestores.

    Temos direitos e vamos exigir do SINPRO uma atitude.

    Se não formos ele nun ca saberá o que estamos passando.

    ResponderExcluir
  18. No dia 30 de julho um(a) colega postou que gostaria de saber como anda o nosso emprego neste semestre. e ninguém respondeu. Eu digo que acho que teremos uma redução de carga horária alta em todos os cursos, pois nem o horário nos foi dado visto que as turmas não se formaram. Alguém pode nos explicar mais coisas. O SINPRO sabe?

    ResponderExcluir
  19. Ele só saberá se formos dizer a ele. Vamos a ASSEMBLÉIA.

    É impossível correr todas as instituições do Rio para saber o que há. Somos todos adultos e temos que reivindicar e contar ao SIN PRO. De outra forma, nada...

    Se ninguém fala nada e se omite, sinto muito...

    ResponderExcluir
  20. então é fato que que ninguém recebeu ainda a carga horária??

    ResponderExcluir
  21. É, acredito que ninguém recebeu a carga horária. Quanto ao SINPRO gostaria de dizer que não sou sindicalizado a ele pois me sindicalizo com a classe de minha graduação. ´Tenho a maioria dos professores da UniverCidade não são sindicalizados ao SINPRO e sendo assim não o conhece. Gostaria de ser apresentado a ele. Que tal uma visita a sala dos professores para se apresentar, sua diretoria, seus currículos.

    ResponderExcluir
  22. A não entrega de carga horária é uma medida para oprimir o docente. Se não investem na qualidade, perdem os bons professores ano após ano, como desejam turmas cheias. não entendo tais gestores...PT

    ResponderExcluir
  23. Achei interessante a fala sobre não ser sindicalizado ao SINPRO. Eu também não sou. Será que este fato pode estar minando a luta. Será que podemos realmente lecionar. Estamos aptos na documentação? Será que a UniverCidade sabe disso e se aproveita. Que tal um esclarecimento do Sinpro sobre a documentação necessária para ministrar aula nos diferentes cursos. Falo sobre habilitação para o magistério superior. Aguardo esclarecimentos. Sou do curso de Informática

    ResponderExcluir
  24. Tenho me mantido em silêncio, mas sempre atenta a tudo que vem acontecendo. Fui demitida no dia 17/07 com um telegrama direto e objetivo. Fiqeui alivida e feliz. Começo a voltar a me reconhecer como profissional e ser humano. Essa IES é uma fraude!

    ResponderExcluir
  25. Muito me interessa a fala do(a) professor(a) que não é sindicalizado ao SINPRO. Também não sou, sou da faculdade de direiro e também não tenho certeza se estou apto a lecionar com os cursos que possuo. Boa bandeira para se levantar "Como o SINPRO nos protege se não somos aptos e nem sindicalizados?

    ResponderExcluir
  26. Senhores,

    Sindicalizados ou não o SINPRO defenderá o PROFESSOR. Não interessa se é ou não.Ser sócio é para colaborar , mas não é isso que pesa.

    É a inércia do PROFESSOR em não querer lutar e aderir a luta!!!

    Acontece que para que ele saiba o que se passa, tem que ser cientificado,pois o Sindicato não pode estar em todas as centenas de institutições.

    VÃO A ASSEMBLÉIA para falar o que se passa. ,por favor!!!

    ENTENDAM.

    O PROFESSOR NÃO PODE FICAR COM RECEIO! TEM QUE COLOCAR -SE A FRENTE DE BATALHA. É O QUE FIZ E QUE SEMPRE VOU FAZER.

    COLEGAS,

    Vamos aderir a luta?

    EXIJAM DO SINPRO UMA ATITUDE, MAS PARA ISSO TEM QUE FALAR!!! VOCÊS VÃO A ASSEMBLÉIA!

    Estão fazendo uma tempestade num copo d!água.

    BRIGUEM ! GRITEM1 AO SINPRO! POIS ELES TÊM AGLO A DIZER-LHES . NÃO NEGUEM O SEU REPRESENTANTE.

    Na enquete do PROFESSOR BRASILEIRO , a proporção de quem está com receio e quem não vaiESTÁ VENCEN DO QUEM VAI.

    Isto é incrível!!!

    Querem continuar assim?

    ResponderExcluir
  27. o sinpro não pode comaprecer sempre em todas as unidades e nas centenas de institutições para saber o que passa. somos todos adultos e temos que fazer valer os nossos direitos.

    ResponderExcluir
  28. Escreveram "Sindicalizados ou não o SINPRO defenderá o PROFESSOR. Não interessa se é ou não.Ser sócio é para colaborar , mas não é isso que pesa. "
    Ao meu entender o problema é ser Professor ou não, pois para ensinar é necessário estar habilitado. Os colegas que escreveram parece que acham que não estão habilitados. Se não são professores não podem ser amparados pelo SINPRO

    ResponderExcluir
  29. É isso... Se não são professores não podem ser representados. NÃO PRECISAM SER SINDICALIZADOS.BASTA SER "PROFESSOR"!!!!

    ResponderExcluir
  30. Chega de confusão. Parece que estão tentando perturbar e desviar o assunto. A realidade é a seguinte:

    TODOS os professores - sindicalizados ou não - são representados e defendidos pelo SINPRO.

    TODOS os professores estão aptos ao ensino. Se não estivessem, a UniverCidade não os contrataria porque ela ficaria em situação muito irregular perante o MEC.

    ResponderExcluir
  31. Não sou professor, mas aluno da referida Instiuição, e, diante das postagens que li, resolvi fazer uma pesquisinha no Google.
    Curiosamente, descobri que parentes do Prof. Cantieri, NÃO ESTUDAM OU ESTUDARAM NA UNIVERCIDADE !!!
    Por que será ???!!!
    Vejam abaixo:
    APROVADOS IBMEC / 2010
    MARCO SAUBEL MARDINI CANTIERI
    IBMEC | DIREITO

    APROVADOS PUC / 2005
    RODRIGO SAUBEL MARDINI CANTIERI
    Administração | PUC

    ResponderExcluir
  32. Ah! Mais um !
    Concurso de Acesso aos Cursos de Graduação - UFRJ 2007
    9380485 FELIPE SAUBEL MARDINI CANTIERI

    ResponderExcluir
  33. Tentanto ajudar:
    O MEC determina que as IESs tenham uma número mínimo X de professores mestres e doutores, os demais, até pouco tempo atrás, poderiam simplesmente ter curso superior em áreas afins das matérias que lecionam (hoje é exigido pelo menos especialização.
    Pela titulação superior a graduação, ou seja, pós latus sensus (especialista) e pós strictus sensus ( em nível de mestrado ou/e doutorado), é devida uma gratificaçã em razão do aprimoramento.
    É/foi pratica comum as IESs contratarem um número mínimo de mestres, doutores e até mesmo especialistas, para atender as exigência do MEC e os demais serem apenas graduados.
    Isso não deixa de incluir ninguém como professor. Se leciona numa IES é considerado professor perante a lei que resguarda os direitos trabalhista e perante o sindicato.
    Ninguém é menos professor perante a lei trabalhista porque não é mestre, doutor ou especialista. Se está lecionando é considerado professor.
    Ocorre, que academicamente falando, para ser professor tem que ter formação própria para isso, o que só é dado nos cursos de licenciatura e no mestrado e doutorado (pois volta-se para a pesquisa e o ensino). Mas isso é academicamente falando. Para o direito do trabalho, basta estar lecionando. Se está, é professor e tem todos os direito inerentes a categoria.
    Colegas, procurem se informar de seus direitos. Não permitam que IESs como a UniverCidade usem vocês como se trabalhar ali fosse uma benesse, um favor que é concedido a vocês.
    Saudações Poéticas
    Prof. Além-Mar
    P.S. Enfim livre dessa armadilha que é a UniverCidade.

    ResponderExcluir
  34. Escreveram Se leciona numa IES é considerado professor perante a lei que resguarda os direitos trabalhista e perante o sindicato.
    Estranho. Quer dizer se a UniverCidade contratou indevidamente uma pessoa para lecionar o sindicato acata o erro e defende a pessoa? Não existe diferença entre academico e trabalhista, pois a trabalhista segue a academica. Não é professor, não tem licenciatura ou pós voltada para a docência não é professor e está dando aula indevidamente. Por isso não temos força, pois não existe a classe dos professores do ensino superior

    ResponderExcluir
  35. O "Colega" acima tenta confundir todos montrando uma ignorancia que, de repente, não tem.
    Acho que entenderam bem o que eu postei. Para O DIREITO DO TRABALHO, para fins de proteção jurídica, basta estar exercendo a profissão, o ofício. Se é qualificado para tal ou não é outro debate, impotante, sem dúvida, mas que não cabe aqui no momento.
    A verdade ´que tem muita gentedando sua força de trabalho e isso tem que ser compensado de forma digna.
    Por exempli, pelo MEC um juiz não é professor (se não for mestre ou doutor), no entanto, encontramos muitos lecionando.

    ResponderExcluir
  36. nada de grade, nada de disponibilidade de horário... nada de salário

    ResponderExcluir
  37. Vamos resolver isso dia 21 de agosto exigindo uma atitude ao SINPRO?

    ResponderExcluir
  38. Caro Professor Brasileiro,
    Pensanmos que a melhor maneira de atrair-nos para a Assembléia seria expor antecipadamente a pauta. Dentro desta pauta um dos itens seria explicar como deveremos agir judicialmente para defender-nos desta situação. Pelo que postou verifica-se que a Instituição está num estado pré falimentar e isto decidi tudo. Falamos isso pois de uma forma ou de outra, os Professores tem que agir. Se receiam em ser demitidos por participarem da greve, tem que ser informados que ao reclamarem judicialmente serão obrigatóriamente reintegrados. Logo, não há o qu temer. Outro ponto: se não houver disposição para lutar e defender os seus direitos, a falencia da Univer Cidade levarão a nós todos para o fundo de poço sem fim, pois até reavermos o que nos devem levaremos anos para receber. Sendo assim, não teremos outra saída senão irmos em frente com as reuniões para que possamos estabelecer ações judiciais concretas. É isso, Professores da Cidade.

    ResponderExcluir
  39. Farei uma mensagem mencionando tudo isto,porém para que a coletividade dos professores possam se defender temos que tomar atitudes juntos, e isto seria na ASSEMBLÉIA.

    Espero que desta vez haja uma presença maciça dos PROFESSORES.

    Saudações,

    ResponderExcluir

O BLOG É MODERADO.

TODOS SÃO BEM-VINDOS !

Professor Brasileiro