domingo, 16 de maio de 2010

O SINPRO-RIO IRÁ NAS UNIDADES A PARTIR DO DIA 17 DE MAIO. É GREVE MESMO??? Por que não comentam ou dão sugestões.Participem, para nos ajudar!

VISITA DO SINPRO-RIO NAS UNIDADES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE - UniverCidade

A partir do dia 17 de maio, o SINPRO-RIO, estará visitando as unidades. Amanhã, dia 17 será em uma unidade à noite, de segunda a sexta-feira.

Aquelas que o SINPRO visitar pela manhã, na próxima semana  do dia 24 de maio será a noite.  Os membros do Sindicato e professores que acompanharão, também ministram aulas, e estamos fazendo uma divisão de trabalho.

A intenção é verificar a possibilidade de uma ASSEMBLÉIA para o dia 29 de maio,verificar o interesse   e ouvir os PROFESSORES.
       
GREVE OU NÃO!  QUAIS AS REIVINDICAÇÕES?  EXTERNEM O QUE SENTEM E VAMOS CHEGAR A UM DENOMINADOR COMUM!!! 

Irão diretores do Sindicato e membros da associação docente para dialogar com todos, e está aí uma oportunidade dos professores clamarem por justiça e solicitar uma agilização pela Entidade.

Como já mencionei diversas vezes, o SINPRO-RIO é o nosso representante e somente ele poderá pleitear o que é de direito.

Espero, sinceramente, que os PROFESSORES estejam abertos a luta e não se  omitam ao "movimento".

Amigos,

Insisto em dizer a todos que procurem dialogar com os Diretores do SINPRO-RIO quando visitarem sua unidade. Nesta semana farão visita em umas 8 unidades e na próxima terminarão.

Se vocês não vão ao SINPRO ele está indo até vocês para oferecer-lhes seus préstimos como representante da categoria.

Pensem bem e reajam aos assédios, as ilegalidades e ao desrespeito.

Deixem pra trás ressentimentos, insatisfações e dêem uma chance a vocês mesmos.       


CONTO COM VOCÊS!


Saudações,


Professor Brasileiro

MENSAGEM ANTERIOR - BOLETIM DA UniverCidade - AÇÕES JUDICIAIS AJUIZADAS PELO SINPRO E MP

17 comentários:

  1. Professor Brasileiro, sua coragem em defender os professores é digna das maiores homenagens, mas não espere nada daqueles que entram em sala de aula na UniverCidade, simplesmente pq (salvo raríssimas exceções)não podemos chamá-los de professores. Não são professores. Nem sabem o que é ser professor.

    ResponderExcluir
  2. Essa é a expressão da mais pura verdade: nenhum pofessor digno e competente se deixa tratar assim, permanecendo ainda em encolhido silêncio.

    ResponderExcluir
  3. Sou uma crítica severa do SINPRO mas pergunto: onde estão os professores? Como o SINPRO pode movimentar-se se os professores se escondem dentro de casa e não frequentam as assembléias? Cadê a representatividade?

    Se você não se mexe, como cobrar ações do SINPRO? Como o SINPRO vai fazer pressão junto ao empregador? Vai jogar na mesa de negociação a possibilidade de uma greve? Como, se nem às assembléias os professores comparecem? Quem acredita em professor da UniverCidade? Nem os duendes acreditam mais.

    Eu freqüentei as assembléias, fui demitida e já novamente empregada estou horrorizada com a reputação da instituição aqui fora. É uma vergonha. Pobre dos meus ex-alunos: felizmente sabem que não fui cúmplice dessa vergonha.

    Espero que os professores agora, dêem um rumo de coragem ao "movimento".

    ResponderExcluir
  4. Professor Brasileiro,
    Será que os colegas que se esconderam agora estão contentes? Espero que tudo isso sirva como oportunidade de reflexão para cada um. Será a vitória ainda possível? Só depende de nós!
    Cordial abraço,
    Prof. da Casa PT.

    ResponderExcluir
  5. O silêncio se instaurou quando o professor brasileiro está solicitando aos professores sua presença, ou pergunta se querem assembléia ou greve. Também ao saberem que o SINPRO irá nas unidades. Será que estão com medo da presença dos membros do Sindicato?

    Eu estou acompanhando este Blog e noto que os professores da UniverCidade são os mais difíceis de aceitar lutar por si mesmos.

    Não entendo e nunca saberei, por que todos ficam escondidos.

    ResponderExcluir
  6. Porque não são professores. Não sei o que são nem me interessa saber, mas os professores que eu conheci foram todos mandados embora ou saíram.

    Ass: ALUNA DESCONTENTE

    ResponderExcluir
  7. Há ainda grandes mestres na UniverCidade,que continuam lutando,como sempre fizeram e da forma que podem.Aqueles que foram embora não devem denigrir colegas,é muito feio e lastimável.Há muitos muitos grandes professores em todos oas cursos e que não irão embora pois a UniverCidade deve muito muito dinheiro a eles.Não vão sair assim com as mãos abanansdo.Só mandaram embora professores com pouco tempo de casa.Parem de falar mal dos que estão trabalhando e lutam diariamente.Vergonha é quem assina anonimo e fala mal de colegas.Tenho nojo de vcs e peço que saiam do blog e deixem nosso movimento em paz com o professor brasileiro,que o conduz muito bem.Não confundam Levinsohn,Alonso,Braga,Cantieri ,Jorge Cassio e Meirelles que representam a escória da Cidade com os professores e coordenadores que sofrem as mesmas humilhações.

    ResponderExcluir
  8. Estou feliz em estar com os colegas e tenho a certeza de que eles compreenderão o movimento atual.

    Entendo perfeitamente o problema que estão passando.

    Colegas,

    Firmes, pois sempre estive e estarei junto com vocês.Não importa se estou ou não na UniverCidade.

    Saudações,

    Professor Brasileiro

    ResponderExcluir
  9. a pergunta é: prova corrigida e lançada somente depois do pagamento?

    ResponderExcluir
  10. qual unidade foi hj?

    ResponderExcluir
  11. Hoje dia 17 25./. apenas do salário...Até quando vamos ser humilhados?

    ResponderExcluir
  12. Senhores,

    A não aplicação de prova sem deliberação assemblear é poderá causar ao professor penalidade.

    Veja a nova postagem e aguarde o SINPRO na unidade.

    A intenção é ASSEMBLÉIA dia 29 de maio as 10 horas.

    ResponderExcluir
  13. Colega do post 18:54

    Os colegas que foram demitidos não estão denegrindo ninguém.

    Tem muita gente que comenta e são de diversos lugares. Esses blogs caminham virtualmente e sabe lá Deus quem está aqui. Pode ser um aluno, pode ser um blogueiro, enfim não estou vislumbrando nenhuma maldade,pelo contrário, acho que estão tentando alertar e dar um impulso aos professores que permanecem na Instituição.

    ResponderExcluir
  14. É claro que estão querendo dar um impulso. Se tivéssemos nos engajado no movimento do ano passado não estaríamos sofrendo essa humilhação! Estamos pagando o preço por deixarmos um monte de gente decidida ir para a fogueira. Nós deixamos isso acontecer e não falamos nada, ficamos encolhidinhos no canto escuro. É isso que nossa colega professora tenta alertar. E sabe o que mais? Temo que nós vamos fazer tudo de novo, isto é, não vamos fazer nada. Quem diz que a faculdade é o dinheiro do batom e não mexe em solidariedade com que precisa do salário é desumano. Eram esses que deviam lutar mais. Outra coisa: não é verdade que só os que tinham menos tempo de casa forma demitidos. Muitos tinham mais de dez anos: mais de dez anos! Não adianta tentar justificar minha omissão e medo. Se não fosse por isso estaria preocupado em dar melhores aulas, não em pagar o plano de saúde da minha família. A professora está certa. E ainda se dá ao trabalho de se preocupar conosco, que não merecemos.

    ResponderExcluir
  15. Tem razão. Eu tinha 12,mas não pagaram nada. Entrei na justiça para reclamar.

    ResponderExcluir
  16. NA SALA DOS PROFESSORES, DE TRÊS UNIDADES, SÓ SE OUVE A MESMA CONVERSA: APROVAR TODOS OS ALUNS EM A2 PARA NÃO TER TRABALHO EM A3!

    UM GRUPO DE ESTUDANTES DA UNIDADE MADUREIRA FOI PARAR NA PORTA DO DIRETOR DA UNIDADE - O TAMBÉM CORONEL PAULO - E EXIGIU EXPLICAÇÕES ACERCA DO ATRASO DE SALÁRIO DOS PROFESSORES...

    QUE BOM QUE NÃO É MAIS UMA LUTA DE PROFESSORES!

    ResponderExcluir
  17. Kobayashi Maru, digo que existem mais coisas escondidas como o fato do Colégio Cidade Méier estarrr penhoradooo e esse bando de empréstimoss

    ResponderExcluir

O BLOG É MODERADO.

TODOS SÃO BEM-VINDOS !

Professor Brasileiro